Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Mundo aos olhos da Joana

O Mundo aos olhos da Joana

Ter | 11.04.17

Viagens de Finalistas... Porque todos os anos se fala nelas?

Viagens de Finalistas! Por si só já vem conotado com uma negatividade gigantesta...

Cambada de garotos rebeldes e bêbedos que se apanham fora da alçada dos pais e viram monstros autênticos... (Isto deve ser mais ou menos a definição que dão dos finalistas do secundário).

 

Ora vamos lá ver...Eu já fui finalista (várias vezes, dependendo da etapa de estudos), mas no secundário festejou-se de uma forma diferente e nesse ano (2010), lá vão dois autocarros cheios de míudos adolescentes rumo a Lloret del Mar, Espanha. Para muitos, talvez a maior parte, era a primeira viagem fora do país sem os pais e com os amigos. Como é de esperar alcóol não faltou, nem diversão. Também houve gente que se portou menos bem e foram avisados pelo gerente do hotel (os que não tinham feito nada avisaram que se fossemos expulsos os outros teriam que nos pagar a estadia  noutro hotel durante o resto da semana...Ninguém queria perder uma semana de férias por causa de 4/5 estúpidos que não se sabem controlar, que acham que sinónimo de diversão é destruição.) 

 

E se acham que só esta geração é que faz este tipo de coisa, desenganem-se.. Todos os anos há pessoas que nos hoteis estragam alguma coisa, seja propositado ou não (verdade seja dita que nunca vi nada como este ano, mas quantos casos não existiram que não se falou?)...Adolescentes de 17/18 anos têm todos os mesmos comportamentos...Já todos passamos por essa faixa etária e sabemos que comportamentos de rebeldia existem (uns têm-nos mais que outros,mas no fundo é geral), agora o que não existia era estes "novos pais"...Isso é que não existia.

 

Todos nós (e não me refiro apenas a viagens de finalistas) já tivemos um comportamento menos correcto, seja com o vizinho, com o professor, com os próprios pais (nem que seja uma resposta torta e mal dada)...O que não tinhamos era o que eu chamo de "novos pais".

E o que são os "novos pais"? São, no meu ponto de vista, ou pais que não conhecem os filhos que têm ou então, pais que são piores que os filhos. Ou seja, os filhos fazem borrada da grossa e os paizinhos vão defendê-los, como se os filhos tivessem tido um bom comportamento. Quantas vezes não vimos já pais que foram reclamar com o professor do filho quando o próprio professor tinha razão de o ter castigado. 

Quantas vezes fizemos asneiras e os nossos pais nos ralharam? Pois os novos pais ainda acham piada, ou reagem como se o filho não tivesse feito nada de mal...

 

E é o caso destes alunos que foram na sua viagem de finalistas...Não houve um único pai/mãe que eu visse dizer que o filho ia ser castigado, defendiam-nos dizendo que "ele disse que não fez isso" ou então "se fosse para não fazerem barulho tinham ido para Fátima".

Claro que acredito que existam pais que castigaram os filhos pelo comportamento exagerado e maldoso que tiveram, mas acho que a grande percentagem de pais não o fez (pelo menos é essa a ideia transmitida).

 

Por estes motivos é que considero os pais serem piores que os filhos. E desculpem-me se feri susceptibilidades, mas é a minha opinião, devido ao que vi e que diariamente vejo. 

 

9 comentários

Comentar post