Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Mundo aos olhos da Joana

O Mundo aos olhos da Joana

Qua | 22.02.17

O negócio de Fátima

É sabido que todos os anos o 13 de Maio junta sempre muitos crentes e devotos no Santuário de Fátima, contudo este será o 100º Ano da aparições de Fátima e teremos a honra de ter no nosso país, em Fátima, sua eminência o papa Francisco.

Desta forma, supõe-se que tal acontecimento junte ainda mais devotos no santuário que o habitual.

Preve-se que os hoteis esgotem rapidamente, mas interessa-nos saber qual o preço por quarto para uma pessoa durante uma noite em Fátima.

 

Segundo o Booking, se por exemplo escolhermos o fim de semana 3 e 4 de Março, a noite, em Fátima ficará em média a 50€. E de 12 para 13 de Maio?

Pois aí as coisas mudam... a noite passa a ser em média os 1000€, e os quartos a menos de 500€ encontram-se a quase 20km de Fátima..

Surge-me desta forma uma questão: Fátima é um negócio?

 

É óbvio que o comércio local lucra sempre no 13 de Maio pelo aumento de turistas e devotos à cidade, contudo este ano estima-se que o número de pessoas a dirigirem-se a Fátima seja muito mais elevado, pelo facto do papa estar presente.

 

Críticas não têm faltado ao enorme aumento de preços dos hoteis, contudo analisemos as coisas da seguinte forma:

Verão - época alta onde a maior parte dos hoteis aumenta o preço dos quartos, principalmente em zonas de praia.

Inverno - os hoteis situados perto de zonas montanhosas elevam também os eu preços, uma vez que os turistas se dirigem até lá para aproveitar a neve.

Carnaval - as cidades que costumam receber muitos turistas esta altura do ano, só para visitarem o seu carnaval, elevam também os preços.

Natal e Páscoa - Nestas épocas os hoteis costumam também aplicar preços mais elevados.

 

Todas as épocas do ano, de alguma forma, beneficiam os comerciantes locais pela afluência de turistas. Os hoteis elevam os seus preços, uma vez que o lucro será maior, primeiro porque o preço estará mais elevado, segundo porque há mais turistas.

 

Mas sejamos sinceros, elevar os preços dos quartos até 2500€ por noite??

Parece-me um abuso! Compreendo que os preços sejam mais elevados, mas tanto? É um absurdo. Já não se trata de querer aproveitar a época e o acontecimento, mas sim extorquir dinheiro. (No meu ponto de vista)

Espero que esses hoteis não consigam alugar um único quarto, muito honestamente.

Ninguém os recrimina pelo aumento de preço, mas pelo aumento abusivo. Agora claro que cada um sabe de si e do que está disposto a pagar.

Mas onde fica, no meio disto tudo o 10º Mandamento de Deus, que diz: "Não cobiçar as coisas alheias"? Se o ser está acima do ter, então porque não são os donos dos hoteis solidários, bondosos e praticam preços mais acessíveis e próximos dos que habitualmente praticam?

(claro que não sabemos se os donos são pessoas cristãs, mas tendo em conta que a maioria dos portugueses são, haverá pelo menos alguns a sê-o)

 

Isto para não falar, que se forem tão crentes e devotos deviam albergar as pessoas por bondade, mas bom isto já sou eu a ser sarcástica.

 

Fica ao critério e na consciência de cada um, mas eu antes queria dormir no carro do que pagar este absurdo. 

Ganha-se dinheiro com a religião, isso é um facto, e eu compreendo (isso já depende da forma de cada um pensar), o que não compreendo é tal absurdo no aumento dos preços.

Mas lanço uma questão para pensarem: Se é religião, crença e devoção, porque se ganha dinheiro e porque se faz negócio com a fé dos outros?