Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Mundo aos olhos da Joana

O Mundo aos olhos da Joana

Qua | 08.03.17

Livro dos Homens

Num dia que tanto se fala de Mulheres eu decidi falar de Homens (não se preocupem que até ao fim do dia ainda falarei do dia da Mulher).

 

Ora e porque raio vou eu falar de Homens? Porque acho que estou pronta a escrever um livro sobre eles (sobre alguns pelo menos). Vivo numa cidade pequena e a maior parte das minhas amigas estão fora, portanto convivo diariamente mais com os amigos e deixem-me dizer-vos que tenho aprendido bastantes coisas.

 

Opá os homens (amigos, refiro-me à amizade) são do mais simplista que podem imaginar. Os gajos simplificam tudo, (des)dramatizam tudo e para eles tudo se resolve (e não é que os gajos têm razão?)

Homens: Estás mal? Caga nisso, isso passa

Eu: Passa? Quando?

H: Oh sei lá, mas passa tem de passar.

E dou por mim aceitar a resposta quando na realidade eles só querem que eu me cale.

 

Mas há mais! Eles são do mais directo que há.

E: Acham que isto me fica bem?

H: Ya fica

 

Quando decido não perguntar se algo me fica bem (e assumo logo que sim)...

H: Foda-se que é essa merda?

E: Cala-te que fica bem

H: Fica nada

E: Cala-te

H: Não fica bem

E: Vai-te foder!

 

Sair com amigos homens à noite é espetacular, principalmente se fores a única gaja...Porque? Porque não terás nenhum gajo desconhecido a tentar fazer-se a ti. Vão assumir, desde logo, que se estás com um grupo de gajos é porque namoras com algum deles ou porque és família de algum deles. E tens uma noite sossegada e espetacular.

 

Não sei como são os vossos amigos gajos, mas os meus já se esqueceram que eu sou gaja e falam de tudo que possam imaginar à minha frente...gajas, porno, sexo, futebol, peidam-se e arrotam à minha frente como se nada fosse.

Que falem do que quiserem (à vontadinha que eu até me introduzo na conversa), opá querem-se peidar? Que o façam desde que não cheire mal... Agora arrotos? Daqueles que vêm das profundezas? Isso é que me mete nojo, mas nojo daquele que até ficamos agoniadas. E aí eu não me calo...

(Algum gajo arrota, mesmo com vontade, vindo sabe-se lá de onde e que faz um som gigantesco)

E: Olha aí porco do caralho

H: Que foi? Tive vontade de arrotar

E: Foda-se que nojo do caralho, arrota mais baixo, põe a mão à frente da boca

H: Arrotar não se pode, mas peidar-me todo é na boa... gajas!

 

Acabo sempre por me rir... Que é o fantástico dos gajos, faças o que fizeres, digas o que disseres eles nunca se chateiam contigo. Se tiveres algum problema eles estarão lá para gozarem com a puta da tua cara e só depois é que te ajudam, mas ajudam...

Podes gozar fortemente com eles que não se vão importar...

E porque me dou tão bem com eles? Primeiro porque são meus amigos, segundo porque com eles nunca há intrigas (com as minhas amigas também não, e gosto muito delas, mas as gajas, no geral, são mais conflituosas), não há stresses, simplificam tudo e são muito genuinos (Será que estou a ficar parecida com eles?? HELP ME!)

 

Opá eu gosto muito dos porcos dos meus amigos e divirto-me imenso com eles :) 

 

4 comentários

Comentar post