Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Mundo aos olhos da Joana

O Mundo aos olhos da Joana

Ter | 28.02.17

Melhor filme de sempre!

A Vida é Bela ... o melhor filme que alguma vez vi. É difícil haver um filme que mexa tanto comigo como este. Este é, até à data, o único filme que me fez chorar...É sem dúvida alguma um óptimo filme, cheio de emoções fortes e onde podemos retirar muitas lições de vida.

 

Uma incrível histório dramática com algum humor à mistura, sobre a liberdade e o amor na 2º Guerra Mundial. Um filme que toda a gente deveria ver...

 

Este filme conta a história de um judeu italiano (Guido) que se apaixona por Dora e vivem felizes durante alguns anos com o seu filho Giosuè, até que um dia Guido e o seu filho são levados, devido às medidas de detenção e perseguição dos judeus, para um campo de concentração e Dora decide acompanhá-los. 

O pai e o filho ficam juntos no campo de concentração e, o pai da criança, consegue convencer o míudo que tudo se trata de um jogo onde angariam pontos e o prémio final é um tanque de guerra verdadeiro. 

Guido consegue transformar cada momento de humilhação, repressão e violência em hábeis situações do suposto jogo em que o filho vai participando divertido. Finalmente, já perto do fim, Guido morre para salvar o filho, que se reune à mãe no dia da Libertação. Giosuè, que estava escondido, saiu do esconderijo e viu um tanque de guerra ficando feliz por achar que tinha vencido o jogo.

 

Como disse uma história incrível onde se podem retirar imensas lições de vida. Um filme que nunca passará de moda nem de tempo e que marca sempre quem o vê.

 

Se não conhecem vejam-no, vale a pena cada minuto!

 

"Buongiorno, principessa!"

Ter | 28.02.17

A moda #1

Nunca fui muito de seguir tendências, ou pelo menos, as mais extravagantes. Visto o que gosto, por gostar e não por ser tendência. A maior parte das tendências eu não segui, ou por não gostar, ou por achar que rossavam no estranho.

Mas esta de usar calças curtas (ou dobradas) com sapatilhas é o máximo! Super giro e mistura o formal com o informal. Para além de que usar sapatilhas é tão confortável. Tudo fica bem com sapatilhas, saia calças, fato... Pela primeira vez a tendência vai de encontro com os meus gostos e acho o máximo! Poder andar bem vestida, mas com sapatilhas... É o sonho de qualquer mulher (pelo menos é o meu).

Até a minha mãe (que odeia sapatilhas), já aderiu a esta moda.

Que todas as modas sejas brilhantes como esta!

Seg | 27.02.17

Missão chá sem Açúcar #1

Não sou uma devoradora de doces, aliás prefiro muito mais os salgados, contudo bebo imenso chá e coloco sempre os dois pacotinhas de açúcar que oferecem nos cafés...

Ontem não foi excepção ! Lá fui eu ao café, e pedi o meu chá...

Ao colocar o açúcar percebi que talvez fosse um exagero beber o chá com os dois pacotinhos de açúcar e decidi retirar o açúcar do chá por completo, mas para tal, achei que o melhor seria reduzir aos poucos... Então optei por colocar apenas um pacotinho.

 

 

Foi aí que percebi que o açúcar retira todo  sabor ao chá e que apenas com um pacotinho este continuava a saber bem (também era um chá que por si só já é doce - frutos vermelhos. Tenho que experimentar com um menos doce)

Portanto o meu objectivo será acabar a beber chá sem açúcar...

O mesmo vou começar a fazer com os meus cariocas de café (café mesmo não sou uma grande apreciadora) e com o leite (com este será mais complicado que também não gosto muito)... Mas vou tentar deixar esses malvados pacotinhos de açúcar que ficam alojados no corpo!

 

 Missão #1 

Dom | 26.02.17

Projectos, projectos e mais projectos...

 

2017 está a revelar-se um ano excelente em concretização de sonhos e projectos.

Muitos planos traçados...

Sem dúvida que este ano (e ainda vai no início) se tem mostrado surpreendente, um verdadeiro ano de mudanças. Um ano furacão, cheio de planos, trabalhos, projectos futuros e acima de tudo muita felicidade...

Prometo que assim que me for possível partilharei convosco todas as novidades que irão acontecer...

Para já está tudo em preparação! Não posso deixar de dizer que, realmente, existem pessoas fantásticas :)

E mais, para já, não posso adiantar...É segredo! Aguardem!

Dom | 26.02.17

A minha perdição!

Todos temos alguma coisa que gostamos mesmo muito, uma perdição... A minha são sapatilhas (ténis para quem não souber o que são sapatilhas)!!

 

Adoro sapatilhas! E tenho imensa dificuldade em desfazer-me delas, mesmo quando estão velhas e rotas (que por sinal é quando se tornam mais confortáveis).

Gosto tanto de andar confortável com os meus pés... e há sapatilhas de todos os tipos e só apetece comprar e comprar e comprar (haja dinheiro).

Tenho uma boa colecção, mas sinseramente gostava de ter bem mais 

Aqui fica uma foto da minha perdição

 

Digam o que disseram, não há nada como um bom par de sapatilhas e os meus pés agradecem tamanho conforto. 

 

Se um dia quiserem oferecer-me um presente, aqui fica uma sugestão!

Sab | 25.02.17

Por um mundo melhor...

Bebé morre no ventre da mãe à espera de obstetra no hospital da Guarda

 

A notícia é realmente triste, não se percebe o que aconteceu para que esta mãe não fosse assistida a tempo. A notícia é demasiado entristecedora para me apetecer criticar o que quer que seja.

Não se sabe o que aconteceu para que o obstetra não chegasse a tempo de salvar a criança (também não é certo que o conseguiria mesmo chegando a tempo, mas nunca se saberá). Pode haver 1001 motivos para não ter chegado a tempo...Podia estar com outros pacientes que precisassem igualmente dele, ou pode ser mesmo incompetência, mas não quero acreditar em tal coisa, porque se foi, é, não só, péssimo profissional, mas também péssimo ser humano.

 

Mas pior que esta notícia foi a que vi recentemente: 

Registo cardíaco de bebé que morreu na Guarda desapareceu

 

Ora depois de ver esta notícia parece-me que alguém tenha receio do que se possa descobrir.

Todos cometemos erros, todos em algum momento desempenhamos mal a nossa profissão, mas é necessário assumir o erro e corrigi-lo para que não se volte a repetir. Neste caso, o erro (porque começo achar que foi mesmo incompetência, ou o que queiram chamar, do médico e não só) pagou-se caro. Uma criança morreu mesmo antes de ter nascido, e a tão pouco tempo de nascer...e agora que o caso está a ser investigado os registos desaparecem. Demasiada coincidência não?

 

Se querem emendar o erro (porque acho que há mais que um culpado nesta história) assumam-no! Vai haver consequências? Pois vai, todos os nosso actos têm consequências, sejam boas ou más. Admitir um erro é, pelo menos, mostrar que ainda existe o peso da consciência, o bom senso, a humildade de o fazer e o arrependimento. 

Mas as consequências de admtir um erro  como este são demasiado pesadas não é? Lá está o ser humano a pensar mais em si e menos nos outros. Sabem que erram, mas continuam a errar, sabendo que há alguém que sofre pelos nossos erros..

 

É triste, é muito triste...e espero do fundo do coração que toda a verdade se descubra. Esta mãe merece, pelo menos, a verdade. Espero que estes pais nunca desistam deste caso até que se saiba a verdade e que os culpados, pela negligência, paguem pelos seus erros. Pior que errar é não admitir o erro.

 

Lamento imenso!

 

Era de louvar se os culpados de toda esta situação se acusassem...já que não conseguem corrigir um erro, pelo menos não cometam outros!

 

 

Sab | 25.02.17

O meu cabelo não me obedece!

Odeio o meu cabelo, o gajo não me obedece em nada... e não tenho a mínima paciência para acordar cedo e começar a tratar dele com ferrinho de alisar para aqui, ferrinho de encaracolar para ali, mascará xpto, etc etc etc... É muito chato ter que fazer isso, dá trabalho e rouba muito tempo (ter alguém que mo fizesse seria espetacular), para não falar que de manhã tenho sono e só me apetece dormir, portanto o mais provável era o cabelo ficar pior que antes.

 

Mas o que mais odeio é o cabelo que está a nascer...aqueles bocadinhos de pelo que se apoderam do couro cabeludo e que não consegues fazer nada com eles...tipo isto: 

Percebem o que vos digo? Aquilo fica ali em pé a ocupar espaço e a fazer-me sentir descabelada...é tão irritante que só me apetece cortá-lo! Mas não convém, eu sei, por isso pergunto-vos: Alguém tem uma boa solução para controlar este cabelo bebé??  Ficaria muito agradecida!

 

Sab | 25.02.17

"O cliente tem sempre razão"...Uma ova!

 

Quem inventou a expressão "o cliente tem sempre razão" certamente nunca atendeu ao público!

 

Se há frase que discordo é dessa...O cliente tem sempre razão? Certamente nunca viram muitos tipo de clientes nas lojas que frequentam. Eu lido com clientes diariamente e tenho uma lista com o tipo de cliente com que já lidei, que por simpatia, vou partilhar convosco! (Quem é amiga? Quem é?)

 

Tipos de clientes:

  • Cliente decidido - é o tipo de cliente que todos os lojistas gostam, porque entra vai directo ao artigo e compra-o. Não dá trabalho ao lojista.
  • Cliente Indeciso - é um cliente difícil. Não sabe o que quer (muitas vezes nem o que procura) e quantos mais artigos se mostram mais indeciso ele fica.
  • Cliente pedinte - é o que está constantemente a pedir desconto.
  • Cliente arrogante - é o tipo de cliente que não dá as boas horas, entra muitas vezes mudo e sai calado. Quando fala, por vezes, fala como sendo superior.
  • Cliente "faz tempo" - é o tipo de cliente que entra na loja, só mesmo para fazer tempo e a maioria das vezes não leva nada. Torna-se incomodativo porque, por vezes, está calado.
  • Cliente "estraga negócio" - normalmente é apenas o acompanhante do cliente e consegue desdenhar de tudo ao ponto do cliente, muitas vezes, acabar por não comprar nada.
  • Cliente "fala barato" - por vezes este cliente e o "faz tempo" são a mesma pessoa. O fala barato é aquele cliente que entra na loja para conversar e sem interesse de adquirir algum artigo.
  • Cliente "mete o bedelho" - é o cliente com boa intenção, mas que sem se aperceber só atrapalha. É o tipo de cliente que se mete nas vendas e, por vezes, chega a fazer papel de lojista.
  • Cliente apático - semelhante ao arrogante porque não fala e, quando fala, limita-se a responder apenas "sim" ou "não", por muito que se tente falar com eles.
  • Cliente das trocas e reclamações - é o tipo de cliente que raramente compra alguma coisa, mas quando o faz (ou quando alguém oferece) é quase 100% garantido que vai trocar ou reclamar por algum motivo.

 

Muito honestamente, gosto muito daquilo que faço, qualquer tipo de cliente provoca em mim algum tipo de reação. Uns fazem com que eu sorria mais, outros que eu converse mais, e claro, também há os que têm a capacidade de me deixar menos bem humorada, mas com isso eu já aprendi a lidar. 

O tipo de cliente que menos gosto é o arrogante e o das trocas e reclamações, já o fala barato é o que consegue fazer com que eu sorria mais vezes, pois, por norma, são pessoas mais simpáticas. 

 

Há clientes de todo o tipo, há os simpáticos e que até nos dá vontade de atender durante imenso tempo, mas também há os que não têm noção de nada, que tiram qualquer pessoa do sério, contudo temos que ser educados no atendimento... Digamos que se aprendem algumas técnicas secretas ;)

 

Mas não digam que o cliente tem sempre razão...muitas vezes nem razão tem! E o difícil é mantemo-nos serenos e simpáticos no atendimento quando sabemos que o cliente não tem razão nenhuma... Mas isso é o que nos torna bons profissionais!

Qui | 23.02.17

Tirem as coleiras aos animais e coloquem-nas nos (maus) donos!

 

Confesso que não sou uma amante de animais, gosto de cães, acho alguns fofinhos, contudo não tenho nenhum (também porque não me é permitido, por viver num apartamento) e também não sinto necessidade de ter...

Gosto de cães, mas dos cães dos outros, que não me dão trabalho.

 

Mas se há coisa que não suporto é ver pessoas que maltratam os seus animais. Se não gostam para que os têm? Não seria melhor optar por não ter? Ficavam tanto o dono como o animal bem melhor.

 

Mas o que vi hoje deixou-me incrédula. 

Eram 14h tinha acabado de entrar no meu local de trabalho quando começo ouvir uma senhora aos gritos na rua, inicialmente olhei para ver o que se passava, mas fique com a sensação que a senhora falava sozinha e acabei por achá-la "tan tan" (há muitas pessoas tan tans por aqui ) e desliguei do assunto.

Perto das 16h estava atender uma cliente quando volto a ver a dita senhora aos berros mesmo em frente à loja onde trabalho e gritava o seguinte: "O que é que eu te disse? Não disse para esperares ali por mim? Agora vais já para casa. És feia tu, és muito feia. Senta-te sua feia. Onde vais? Anda para junto de mim, obedece à tua dona" 

Ora foi então que reparei que a senhora se dirigia a uma cadela. Fiquei com pena do pobre canídeo, o pobre animal estava mesmo assustado com os berros da dona (e quem não estava?).

Eu gostava de ter explicado à senhora que o animal não tem culpa da burrice dela, e que de nada adianta gritar porque só vai deixar o animal assustado. Isto para não dizer que fiquei achar que era mesmo tan tan de todo.

Gostava muito que o canídeo lhe tivesse dado uma valente mordidela por tamanha estupidez. E gostava também que esta senhora fosse tratada pela cadela da mesma forma que ela a trata... 

Pelo menos esta senhora estava só a gritar, o que torna a situação cómica, por toda a figura triste da mulher...

 

Porém tenho noção que há casos bem piores, acredito que esta senhora seja mesmo tan tan e não tenha noção do ridículo, contudo não deixo de ter pena do pobre animal... pode ser que um dia os animais se revoltem todos contra estes seres frustrados...

 

Tirem as coleias aos animais e coloquem-nas nesses donos!!!! 

 

 

Qui | 23.02.17

Deixem o FCPorto em paz!

Um dragão infantil, uma Velha Senhora e uma missão (quase) impossível

 

Estou eu, a ver as notícias logo pela manhã quando me deparo com este título - "Um dragão infantil, uma Velha Senhora e uma missão (quase) impossível". Logo para começar achei um título ridículo... Missão quase impossível?

 

Comecei a ler a notícia (que digamos esperei ser má dado o título da mesma) e de repente...

Wou Wou Wou... espera lá! Isto não é uma notícia jornalistica? Por que raio está carregada de opinião e juízo de valor? Para não falar que se percebe facilmente o favoritismo deste jornalista... Mas só eu é que aprendi que nas noíticas não se pode emitir qualquer tipo de opinião?

 

Mas, prosseguindo, já não estava achá-la uma grande notícia quando vejo que este jornalista arrasa por completo a exibição de ontem do FCPorto em frente à Juventos. Será que este senhor viu, pelo menos, o jogo?

 

Sejamos francos, não foi de facto uma boa exibição do FCPorto, podia ter jogado melhor, claro que sim, mas reparem...estava a jogar com 10 jogadores. Aguentaram a primeira parte sem sofrer golos, a segunda parte conseguiram estar até aos 67 minutos sem sofrer golos (portanto 22min a defender) e, honestamente a Juventos marcou 2 golos resultado de falhas do FCPorto e não graças à sua enorme exibição. 

(Claro, ganhou, não se lhe tira o mérito...Mas o Porto podia ter ganho? Claro que sim, já vi o FCPorto jogar bem melhor que ontem, contudo não posso dizer que foi das piores exibições que vi)

 

Eu só gostava de saber porque o Sr. Jornalista considera uma missão quase impossível! Ora vejamos...

O FCPorto já conseguiu ganhar a Liga dos Campeões nas temporadas 86/87 e 03/04, tantas como a Juventos 84/85 e 95/96, por isso não percebo porque motivo o Sr Jornalista acha uma missão quase impossível. Pela qualidade dos jogadores?

Será que viu o EURO 16? Isso sim, era uma missão quase impossível, Portugal ganhar o Europeu, e pasme-se, ganhou mesmo.

 

Claro que todos os Portistas têm noção que dará trabalho dar a volta ao resultado, mas deixe-me dizer que nada é impossível até acontecer.

 

Mas tenho pena, tenho muita pena que o futebol se tenha tornado num desporto que junta adeptos "antis" e há tantos por aí...Torçam mais pelo vosso clube e deixem-se de antis!

O futebol é o desporto mais adorado em Portugal, torçam pela vossa equipa, delirem, vivam, sintam... Deixem-se de antis...antis não torcem pela vitória da equipa, mas pela derrota de outras. Percebe-se que em campeonato nacional se espere e se queira que as equipas percam perca para que a nossa possa ganhar (se a vossa ganhar sempre não têm que fazer contas para que as outras percam xD isto é só desporto), mas em campeonatos europeus? Que ganha a vossa equipa se uma nacional perder o jogo?

 

Sabem porque motivo não discuto futebol? Pelo mesmo motivo que não discuto política! Porque considero inútil. Porque as pessoas acabam, a maior parte das vezes, a discutir e muito sinceramente às vezes tanto percebem de uma coisa como de outra.

 

Sejam mais adeptos dos vossos clubes e não sejam antis... Ser anti é mostrar, desde logo, que certamente não servem para discutir futebol (nem futebol nem nada)...O desporto é suposto divertir!

 

Quanto ao Sr. Jornalista espero que nas suas próximas notícias emita menos opinião até conseguir deixar de fazê-lo por completo.

É apenas um conselho :)

 

E agora ... Viva o FCPorto ! :D

Pág. 1/3